30 de novembro de 2020

Dúvidas frequentes sobre a reposição do vidro automotivo

Quando o vidro do seu automóvel quebra, é preciso trocar por vidros considerados originais para reposição. Na hora da troca geralmente surgem diversas dúvidas.

Por isso, a União Vidros e Som Automotivos respondeu às dúvidas frequentes que nossos clientes apresentam durante o processo de reposição dos vidros automotivos.

Se os vidros laterais sofrerem algum dano é possível fazer um reparo ou é preciso trocá-los?

Se os vidros laterais sofrerem algum impacto, eles podem comprometer a segurança dos passageiros do veículo. Diferente do vidro do para-brisa, que é composto pelo vidro laminado, o vidro temperado, material aplicado nas laterais do automóvel, é menos resistente.

Ao partir, o vidro temperado irá se despedaçar em vários cacos. Por isso, mesmo que seja um trinco ou uma pequena rachadura, é importante substituir os vidros laterais para não correr riscos.

Por que não é recomendado circular com um trinco ou rachadura no para-brisa?

De acordo com a resolução 216 do CONTRAN, ao dirigir com trincas ou fraturas na área de visão crítica do motorista e/ou no tamanho de uma moeda de 1 real das bordas, você estará sujeito à multa, pontos na CNH e até apreensão do veículo. Um para-brisa danificado além de prejudicar a visibilidade, é um risco para a segurança dos ocupantes.

O chassi vem gravado no vidro de reposição?

Segundo a resolução do CONTRAN de número 24, os vidros laterais, traseiro e para-brisa devem trazer a gravação do número de identificação veicular (VIN), no chassi ou monobloco. Os vidros de reposição também devem respeitar essa exigência.

Por que os vidros da Saint-Gobain Autover são considerados “vidros originais para reposição”?

Todos os vidros produzidos pela Saint-Gobain Sekurit têm o logo Sekurit e são considerados “vidros automotivos originais para reposição”, porque possuem as mesmas especificações e padrões produtivos dos vidros fornecidos pelas montadoras de veículos.

Como eu sei que meu vidro de reposição é original?

Todos os vidros produzidos pela Saint-Gobain Sekurit são considerados vidros originais para reposição, pois são fabricados com as mesmas especificações e padrões produtivos dos vidros fornecidos as montadoras de veículos. Ao repor os vidros do seu automóvel eles possuem um logo de identificação, assim você terá a certeza que trocou por vidros considerados originais de fábrica.

Troquei os vidros do meu automóvel por um não original de fábrica. E agora?

Os vidros considerados não originais podem reduzir a eficácia do limpador de para-brisa, o que poderá ocasionar em uma futura troca dos limpadores. Quando o vidro não recebe as mesmas especificações da montadora quando fabricado, diversos problemas estruturais podem ocorrer no veículo, uma vez que o vidro não é compatível com as especificações do carro. Podem ocorrer uma folga no espelho retrovisor, devido ao suporte do espelho não idêntico; problemas de identificação; localização e tamanho de VIN errado; problemas com vazamentos causados por moldura fora da especificação; e desgaste prematuro.