14 de setembro de 2020

Tudo que você precisa saber sobre sensor de estacionamento

Os avanços tecnológicos têm feito muito bem para a indústria automotiva, permitindo que os carros sejam equipados com acessórios que facilitam a vida do motorista.

Os veículos de luxo, por razões óbvias, foram os primeiros a ganharem dispositivos mais sofisticados, mas nos últimos anos os benefícios têm se estendido para outras categorias. É o que tem ocorrido com os sensores de estacionamento ou sensor de ré. O item sai de fábrica apenas em modelos tops de linha, porém hoje há boas opções nas lojas especializadas em acessórios automotivos.

As vantagens de se investir num equipamento desse tipo são óbvias, afinal, mesmo os motoristas mais habilidosos podem ter dificuldades na hora de fazer a baliza. Nas grandes cidades, então, pode ser complicado estacionar, em razão dos espaços reduzidos, seja nas ruas ou mesmo nas garagens residenciais e comerciais.

E vale lembrar que os sensores de estacionamento não servem apenas para facilitar as manobras; são um importante acessório de segurança, uma vez que evitam colisões com outros veículos e obstáculos.

Como escolher os melhores modelos de sensores de estacionamento

O consumidor interessado em equipar seu carro com esse tipo de acessório vai encontrar nas lojas especializadas diversos modelos, com variações significativas em termos de preços, em razão das funcionalidades oferecidas.

Entre os modelos mais comuns no mercado brasileiro, destacam-se os equipamentos baseados em sinais sonoros. Quando o carro aproxima-se de um obstáculo, o motorista é avisado a partir de bips, que tornam-se mais intensos com a aproximação do objeto. Além do áudio, o sensor de estacionamento conta com um display, instalado no painel do carro, e no qual o motorista pode conferir a distância e a direção dos obstáculos mais próximos.

Nos modelos mais sofisticados, o que muda é que além do aviso sonoro o motorista vai conseguir ver o obstáculo. Custam um pouco mais, porém o benefício é grande, uma vez que se conta com o auxílio de uma câmera de vídeo.

Atenção na hora de comparar os produtos disponíveis no mercado, avaliando bem suas funcionalidades. Há conexão para câmeras? Quantos pontos de sensores são oferecidos? Os fabricantes oferecem sistemas com 4 pontos (instalados na parte traseira) ou 8 pontos (o que significa ter sensores também na parte dianteira do carro).

Saiba como funcionam os sensores de estacionamento

Os sensores encontrados no mercado brasileiro são eletromagnéticos ou ultrassonográficos.

Os primeiros geralmente são mais comuns em utilitários e SUV´s. Para a instalação é necessário retirar o para-choques para a aplicação da fita eletromagnética na base do veículo. Atenção: seu uso é vedado aos carros com para-choques metálicos, uma vez que pode haver interferência na emissão dos sinais.

O sensor ultrassonográfico, por sua vez, funciona através de sinais auditivos imperceptíveis ao ser humano, mas captados pelos dispositivos instalados no carro.

Uma dúvida comum entre os consumidores interessados em sensores desse tipo é sobre o acionamento do sistema. Não é nada muito complicado: a maioria dos modelos é ativada ao se engatar a marcha ré.

E para quem deseja ainda mais facilidade, vale pensar na aquisição das câmeras de ré. É um recurso adicional para o sensor de estacionamento. O equipamento projeta a imagem do ponto cego traseiro no espelho retrovisor interno em uma tela LCD e conta também com sirene para alerta de obstáculo.

Na União Vidros e Som Automotivos você encontra os melhores kits de sensores de estacionamento. Confira as especificações técnicas de cada um deles e fazer sua escolha!