29 de abril de 2021

Vidro elétrico: cuidados para evitar problemas

Os vidros elétricos já fazem parte do nosso dia a dia, tanto que os veículos saem das montadoras com sistema de vidros elétricos. Esta facilidade é possível por conta da ação de um motor que promove o movimento quando o botão é acionado. O grande problema deste item aparece quando começam a apresentar defeitos e param de funcionar. A troca, geralmente, tem um preço bastante salgado e pode lhe pegar de surpresa.

A melhor forma de evitar que estes problemas de funcionamento apareçam prematuramente é fazendo a manutenção e tomando alguns cuidados simples no dia a dia. Alguns testes mostram que a vida útil de um kit de vidro elétrico é dada por seu uso – geralmente são capazes de fazer 30 mil descidas e 30 mil subidas. Preste atenção às dicas para economizar e cuidar bem do seu veículo.

Cuidados com vidro elétrico e sinais de mau funcionamento

É comum que o sobe e desce dos vidros vire uma distração para as crianças, mas não é nada recomendado para seu bolso, pois pode diminuir a vida útil do equipamento. Portanto, cuide de orientar as crianças e inventar uma brincadeira muito mais divertida e interessante para elas.

Economizar o acionamento do motor de vidro elétrico é importante, mas sem radicalismos – pois o uso é o que mantém as peças lubrificadas. Após um tempo de uso, ação do Sol, poluição, acúmulo de sujeira podem fazer com que o vidro elétrico fique pesado e difícil de subir. Uma forma de resolver é fazendo a aplicação de um spray de silicone nas canaletas de borracha a cada dois meses ou quando sentir que o movimento está mais lento que de costume. Também pode-se fazer uso de ar comprimido para remover a sujeira.

Além da lentidão, outros sinais podem indicar que é hora de fazer a manutenção antes que o problema se agrave. Travar durante a subida ou descida e ruídos não são comuns ao acionar o botão do vidro; por isso, neste momento é importante que vá a uma oficina mecânica especializada para fazer o diagnóstico do problema.

Em caso de troca do kit de vidro elétrico

Se não tiver jeito e a recomendação for a troca, é melhor que faça isso com todo o conjunto e não apenas de um componente. Também é recomendado que o trabalho seja feito em uma oficina especializada, para evitar erros de instalação que deixem brecha para novos problemas e mais prejuízos.

Outro ponto que merece atenção é com a compatibilidade da máquina de vidro elétrico com o modelo do carro. Não arrisque fazendo adaptações e gambiarras, pois os problemas futuros são certos e logo aparecerão.